Agentes penitenciários decidem suspender greve

0
(Foto: Divulgação Sindipen-SE)

Os agentes penitenciários de Sergipe voltaram a se reunir em assembleia geral no final da tarde desta quarta-feira, 14 e decidiram pela suspensão momentânea do movimento grevista.

"Na assembleia inicialmente a categoria havia decidido pela manutenção da greve, mas em respeito a manifestação da juiza Iolanda Santos Guimarães em ouvir a categoria e em consideração a sociedade sergipana, a decisão final foi pela suspensão momentânea do movimento", explica Marcelo Soares, vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da SEJUC.

Eles tiveram uma reunião na terça-feira, 13, na Secretaria de Planejamento Orçamento e Gestão (Seplag), com integrantes da Comissão Técnica Intersetorial de Negociação do Governo, mas não aceitaram a proposta que altera a modalidade de vencimento base para subsídio.

“Essa proposta se assemelha a um insulto, ultraje, zombaria. Em alguns casos nota-se que provoca redutibilidade dos salários, como é o caso dos Agentes de Segurança Penitenciário e Agentes Auxiliares de Segurança Penitenciário com mais de 25 anos de serviço. Com relação aos Guardas de Segurança, o sentimento é de desprestígio, desvalorização profissional e financeiro. A proposta mantém a segregação salarial entre agentes penitenciários e guardas prisionais, ratificando a visão e o tratamento diferenciado do governo para com a categoria prisional desde 2009”, destaca o presidente do sindicato da categoria, Edilson Souza.

Ele acrescentou que a modalidade subsídio agradaria satisfatoriamente a categoria se fosse apresentada uma proposta que garantisse um ganho real. “E não trocando apenas seis por meia dúzia”, entende o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários e Servidores da SEJUC.

Por Aldaci de Souza

*A matéria foi atualizada às 07:55 para acréscimo de novo resultado da assembleia dos agentes.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais