Após prisão de membros integrantes do Motu fazem ato

0
Integrantes prometem permanecer no local (Fotos: Portal Infonet)

Integrantes da ocupação Vitória da Ilha, na Barra dos Coqueiros, estão acampados em frente ao Fórum do município em protesto à prisão de dois homens que estariam furtando energia elétrica. Os ocupantes, no entanto, alegam que a prisão foi equivocada e prometem ficar acampados até que ambos sejam liberados.

De acordo com uma das militantes do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu), Dalva Graça, a prisão só foi uma desculpa para forçar as famílias a se retirarem do local. “Nós vamos permanecer aqui até que liberem os dois homens. Inclusive um deles estava no local apenas como uma visita e foram abordados pela polícia e levados para a delegacia acusados de estarem roubando energia elétrica. Isso é um absurdo”, reclamou a integrante.

Ainda segundo ela, as 172 famílias irão permanecer nas casas improvisadas até que consigam um local para morar. “A gente não vai sair de lá porque temos o direito de moradias dignas. O poder público tem que dar providências”, espera a militante.

Dalva Graça "Nós vamos permanecer aqui até que liberem os dois homens"

À reportagem do Portal Infonet na tarde da quarta-feira, 13, entrou em contato com o delegado de polícia Frederico Muricy, que atua no município, e informou que há outras pessoas envolvidas em ambos os crimes naquele acampamento, mas a polícia não possui logística para prender tantas pessoas ao mesmo tempo. O delegado disse ainda que, a ação policial ocorreu com o conhecimento do Poder Judiciário e do Ministério Público. “Furto de energia elétrica é um crime de ação pública incondicionada que não necessita de representação da vítima e, como agente de polícia, não tenho a faculdade de agir, sou obrigado a agir”, explica.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais