Atentado: Billy e Clodoaldo são condenados pela justiça

0
Julgamento ocorreu na 5ª Vara Criminal (Foto: Arquivo Infonet)

Foi encerrado neste sábado, dia 12, o julgamento do atentado sofrido pelo desembargador Luiz Mendonça e o seu próprio motorista o cabo Jailton no ano de 2010.

Na sentença final, os júris entenderam que os réus Alessandro de Souza Cavalcante (Billy) e Clodoaldo Rodrigues Bezerra foram culpados pelo atentado.

Alessandro de Souza Cavalcante (Billy) foi condenado por sete crimes, totalizando 50 anos e oito meses de prisão. Já Clodoaldo Bezerra também foi condenado por sete crimes, mas a pena foi de 46 anos, 11 meses e 29 dias.

Os réus foram condenados nos crimes homicídio triplamente qualificado tentado, porte ilegal de arma de uso restrito, receptação, incêndio, adulteração de sinal identificador de veículo automotor e formação de quadrilha armada.

De acordo com o promotor de Justiça Rogério Ferreira da Silva, quem ganhou foi a sociedade. “Foram 232 votos computados sendo que nenhum voto foi em favor da tese defendida pela defesa.  Isso demonstra que a sociedade confiou no trabalho que foi desenvolvido pela polícia, Ministério Público e o poder judiciário do estado", diz

Atentado

A tentativa de assassinato contra o desembargador Luiz Mendonça ocorreu na manhã do dia 18 de agosto de 2010. Ele havia saído do prédio onde mora com destino ao trabalho e quando passava pela avenida Beira Mar, foi surpreendido pela ação de quatro homens que dispararam mais de 30 tiros de pistola e escopeta. O desembargador sofreu apenas pequenos ferimentos por estilhaços de bala, mas o cabo da Polícia Militar (PM) Jailton Pereira, que trabalhava como motorista dele, ficou gravemente ferido.

Por Aisla Vasconcelos

Comentários