Ato contra aumento de tarifa para o trânsito no Centro

0

Ato começou na Praça General Valadão
Integrantes da União Sergipana dos Estudantes Secundaristas (Uses), do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (MOTU), realizam no final da tarde desta terça-feira, 2, um ato público na Praça General Valadão, Centro. Em protesto ao aumento nas tarifas de ônibus, que passaram de R$ 1, 95 para R$ 2, 10 na madrugada da segunda, 1º de fevereiro, os manifestantes prometem parar o trânsito por uma hora, em pleno horário de pico, até o Terminal Rodoviário, onde farão panfletagem.

De acordo com o presidente da USES, Aby Custódio, a tarifa dos ônibus coletivos que circulam em Aracaju é abusiva. “Aracaju é uma cidade pequena com uma passagem tão alta. Em outras capitais bem maiores, as

Aby Custódio, presidente da Uses
tarifas são iguais ou menores. A SMTT não pode continuar a mercê dos empresários do transporte coletivo”, destaca lembrando que em Salvador (Ba), a passagem custa R$ 2, 30.

Aby disse ainda que a luta é pelo congelamento da tarifa em R$ 1, 95 e para que haja transparência nas planilhas. “Um pai de família gasta no mínimo, R$ 4,20 por dia, sem contar com passagens para esposa e filhos. No final do mês, o salário será somente para o transporte”, ressalta.

“Não podemos aceitar pagar uma passagem de R$ 2, 10 em cidade tão pequena como Aracaju, que possui um sistema de transporte de péssima qualidade. Aqui a renovação da frota é feita com ônibus descartados da capital baiana, que ao chegarem são apenas pintados”, lamenta.

Novos atos

O presidente da Uses disse ainda que o ato desta tarde foi o primeiro de três que farão em prol da melhoria do sistema de transporte para a população e do congelamento da tarifa. “Vamos marcar um ato na porta da SMTT e outro na Câmara de Vereadores”, adianta Aby Custódio.

Por Aldaci de Souza

 

Comentários