Câmara aprova adicional de periculosidade para carteiros

0

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania aprovou na quarta-feira, 26, em caráter conclusivo, o Projeto de Lei 7362/06, do Senado, que concede adicional de periculosidade aos carteiros. A proposta estipula um acréscimo de 30% no salário dos trabalhadores. O texto segue para sanção presidencial.

 

O relator da proposta, deputado João Campos (PSDB-GO), alegou que os carteiros correm riscos diários em suas atividades externas, tais como assaltos, doenças ortopédicas e cutâneas, ataques de animais domésticos e acidentes de trânsito.

 

Acidentes de trabalho

 

O deputado argumenta que o próprio Departamento de Recursos Humanos dos Correios informa que 55,72% de todos os afastamentos por doença catalogados na estatal referem-se a carteiros. Além disso, os acidentes de trabalho envolvendo carteiros correspondem a 9,78% dos casos informados pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

 

A CLT já prevê adicional de periculosidade para os trabalhadores dos setores de inflamáveis, explosivos e energia elétrica e aos expostos a radiações ionizantes, ou seja, que trabalham com aparelhos de raio X.

 

Fonte: Agência Câmara

Comentários