Carros com placa irregular cometem mais de 2 mil infrações

0

Com o intuito de criar uma rede de proteção para coibir placas clonadas, sem registro e placas de segurança utilizadas por pessoas que não deveriam utilizá-las, o Ministério Público reuniu representantes da CPRv, CPtran, SMTT e outros órgãos competentes. Além de solicitar dados juntos a Secretaria de Segurança Pública (SSP), o promotor de Justiça Deijaniro Jonas e será marcada uma nova reunião para dezembro.

Na manhã de ontem, 30, o coordenador Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Bosco Mendonça, apresentou ao promotor Deijaniro Jonas os dados que demonstram o  crescente número de infrações de trânsito cometidas por veículos que utilizam placas de segurança, as chamadas “placas frias”.

Ao todo, mais de 100 placas foram identificadas pelo órgão de trânsito, resultando em mais de duas mil infrações. Além de veículos oficiais da polícia, diversos carros particulares foram flagrados utilizando esse artifício. De março do ano passado até agosto deste ano, um único número de placa policial foi encontrado em 16 veículos que teve 223 infrações registradas nos últimos 15 meses. Outra placa recebeu mais de 612 multas e estava sendo utilizada em cinco veículos.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais