Casal é novamente agredido por policial

0

Maria diz que o marido foi espancado e preso apenas por vingança (Fotos: Portal Infonet)
Um fato ocorrido em abril deste ano pode ter motivado a nova agressão sofrida por uma família no conjunto Orlando Dantas, Zona Sul da capital. O casal, conforme denunciado pelo Portal Infonet, já havia sido agredido por dois policiais militares, que foram acusados de terem provocado uma verdadeira pancadaria com chutes e pontapés. Na época o Secretário da Segurança Pública, João Eloy, recebeu os dois e os militares foram transferidos para outra companhia.

A história se repetiu na última terça-feira, 28. Conforme explica a autônoma Maria José Pereira de Almeida, passava das 16h quando, acompanhada do marido e dos dois filhos, foi até a porta de um supermercado, também no mesmo bairro, para tentar vender alguns DVD´s piratas quando foram abordados por um policial militar.

“Ele gritou para todos que estavam no supermercado que agora o caso era pessoal porque os policiais que denunciamos tinham sido transferidos para o interior. Nesse momento ele já pegou a chave do carro do meu marido e abriu o porta-mala para retirar os DVD´s de lá. Meu marido tentou

Maria conta que o marido foi algemado e preso injustamente
conversar com ele, mas recebeu um soco e caiu”, conta a mulher. O militar acusado trabalha como segurança do local.

Maria José diz que todo o fato foi presenciado pela filha do casal, de apenas 4 anos, e pelo mais velho, de 14 anos. Desesperada com o ocorrido, a autônoma conta que após a agressão o marido correu para pedir ajuda no Posto de Atendimento ao Cidadão (PAC) da Polícia Militar e que durante a perseguição do policial também foi agredida fisicamente.

“Ele [policial] estava armado e quando meu marido correu, ele foi atrás e bateu nele dentro do PAC. Não sei o que fazer. Tenho certeza de que tudo isso aconteceu porque na semana passada nós fizemos o reconhecimento dos policiais que tinham nos batido. Tudo isso foi em represália”, lastima a autônoma.

Segundo Maria, mesmo sendo espancado o marido foi preso por vender DVD´s piratas. “Isso tudo aconteceu porque nós denunciamos os policiais. Tem muita gente que vende DVD´s no mesmo lugar e não é preso”, revela a autônoma.

O caso foi registrado na Corregedoria da Polícia Militar. A equipe do Portal Infonet tentou conversar com a assessoria de comunicação da instituição, mas até o fechamento da matéria não obtivemos êxito.  

 

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais