Caso Gefferson: testemunhas são ouvidas em audiência na Paraíba

0
Audiência foi realizada pela Justiça da Paraíba (Foto: TJPB)

 

A primeira audiência de instrução e julgamento do caso do empresário Gefferson de Moura Gomes, morto no dia 16 de março, durante operação policial realizada pelo Departamento de Narcóticos de Sergipe (Denarc) na cidade paraibana, foi realizada na última terça-feira, 19, no município de Santa Luzia, no estado da Paraíba,

A audiência aconteceu de forma virtual e sete testemunhas foram ouvidas. Foram arroladas no processo mais 12 testemunhas, que serão ouvidas na audiência marcada para o dia 10 de novembro.

São réus no processo: o delegado de polícia Osvaldo Resende Neto, o policial civil José Alonso de Santana e o policial militar Gilvan Moares de Oliveira. Os três estão presos preventivamente desde o dia 24 de agosto e foram indiciados pela morte do empresário.

A defesa dos réus informou que irá aguardar a encerramento das audiências de instrução para se pronunciar.

Relembre

Gefferson de Moura Gomes foi morto no dia 16 de março, durante uma operação do Denarc/SE que tentava prender um grupo envolvido com tráfico interestadual de droga na cidade de Santa Luzia, na Paraíba. De acordo com a Polícia Civil de Sergipe, foi montado um bloqueio policial e Gefferson estava armado, esboçou uma reação e foi atingido. A tese é rebatida pela investigação da polícia paraibana que entendeu que houve fraude processual e execução da vítima.

No dia 20 de abril, a Justiça da Paraíba recebeu a denúncia oferecida pelo Ministério Público da Paraíba contra os três policiais de Sergipe, e no dia 24 de agosto, a Justiça acatou o pedido de prisão preventiva dos envolvidos.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais