César Maia apresenta candidatura em Sergipe

0

César Maia
São 16 homens e muitos segredos. Segredos que podem definir metas e traçar diretrizes para o Partido da Frente Liberal (PFL) nacional. Agora há pouco, começou uma reunião entre o governador João Alves Filho, o prefeito do Rio de Janeiro, César Maia, o ex-governador da Bahia, César Borges, o ex-vice presidente da República Marco Maciel, os senadores Romeu Tuma e Jorge Bornhausen e outras lideranças políticas do Estado.

 

Em uma reunião a portas fechadas com os líderes do PFL nacional, João Alves e os demais presentes devem decidir hoje qual o encaminhamento da sigla diante do que eles chamam de “crise nacional”, ou seja, os recentes escândalos que envolveram alguns deputados, o Governo Federal e os Correios. A assembléia é apenas mais uma reunião corriqueira do partido, mas o

Jorge Bornhausen
prefeito César Maia deve lançar sua candidatura à Presidência da República.

 

Conforme explicou Maia, o PFl deve representar uma alternativa para o país, isso com sua pessoa na Presidência. Para ele, os recentes escândalos são uma vergonha, uma espécie de mancha no currículo petista. “O núcleo da corrupção é o executivo. Na verdade, o dinheiro partia do executivo para o legislativo e essa CPI deve investigar o Governo Federal”, disse.

 

Segundo o prefeito, Sergipe teria uma condição especial dentro do lançamento de sua campanha, pois o governador seria um “especialista em Nordeste”. Quanto a outro assunto que assola Sergipe, a transposição, Maia é categórico: “a transposição não é razoável”.

 

BORNHAUSEN – Quem também falou a respeito de algumas questões referentes ao Governo Federal foi Jorge Bornhausen. “Acho que o governo Lula é um fracasso. O governo é cheio de contradições, mas a maior contradição do partido é no campo ético. São denúncias graves que precisam ser apuradas e o governo precisa demonstrar sua versão”, disse.

 

Estes e outros pontos entraram na pauta de discussão do PFL. Na quinta-feira, uma convenção nacional do Partido vai tocar novamente em toda a discussão. Hoje, Maia deve apresentar ao povo sergipano, oficialmente, seu anúncio de candidatura à Presidência da República, em 2006.

 

Por Wilame Amorim Lima

Da Redação do Portal InfoNet

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais