Combate ao Abuso sexual será tema de debate

0

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Cidadania (SEMASC), através do Comitê Municipal de Enfrentamento à Violência e Exploração Sexual, preparou um calendário de atividades para marcar a semana do 18 de Maio. As atividades terão início na sexta-feira, 14, quando a Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de Sergipe (Frente DCA/SE) realizará a Audiência ‘Políticas Públicas: Perspectivas de Enfrentamento ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes’, das 9h às 12h30, no Plenário da Assembléia Legislativa de Sergipe, localizado na Av. Ivo de Prado, s/n, Palácio Gov. João Alves Filho, Centro.

O objetivo do encontro é discutir a implantação e implementação de políticas públicas relacionadas às diretrizes presentes no Plano Nacional de Enfretamento ao Abuso e Explosão Sexual de Crianças e Adolescentes nas esferas municipal e estadual. Na ocasião, ocorrerão palestras com Maria Cristine, articuladora do Comitê Nacional Região NE de Enfrentamento à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes e com a assistente social Regina Norma.

Às 9h da manhã do domingo, dia 16 de maio, ocorrerá uma passeata de conscientização na Orla de Atalaia, partindo dos arcos em direção à passarela do Caranguejo. Já no 18 de maio, das 8h às 13, o Núcleo de Apoio à Infância e Adolescência (NAIA), do Ministério Público Estadual (MPE), abordará a temática “Enfrentamento da Violência sobre o Aspecto do Atendimento”, com enfoque no fluxo de atendimento as vítimas. Para isso, serão realizadas a palestra ‘O atendimento às vítimas pela rede – fluxo ideal’ e uma mesa redonda que discutirá o papel do Ministério Público na rede de atendimento a crianças e adolescentes.

Encerrando a programação na capital, será lançado no dia 24 de maio o Plano Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual contra Crianças e Adolescentes – edição atualizada. O evento, realizado pelo Comitê Estadual de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes, está previsto para ocorrer das 8h às 13h, no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), situado na Avenida Ivo do Prado, 1072, Aracaju/Se.

Municípios do interior também fazem ações

Diversos municípios do interior do Estado também realizarão eventos em alusão ao dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Na sexta-feira, dia 14, em Barra dos Coqueiros, o PROJOVEM se mobilizará contra a violência sexual infanto-juvenil através da exibição de filme e confecção de cartazes. Para fechar os eventos na cidade, as escolas públicas promoverão, entre os dias 19 e 26, palestras com o tema “Conhecer para Combater” , quando apresentarão o serviço de Atenção à Violência e Identificação Social de Ocorrências (AVISO) e a urna de denúncia.

Nas principais ruas da cidade de Nossa Senhora das Dores, o dia 17 será marcado pela blitz de conscientização , organizada pelo Centro de Referência Especializada de Assistência Social ‘Saber Viver’ e pelo PROJOVEM, a fim estimular o combate à exploração e ao abuso sexual de meninos e meninas. No dia 19 acontecerá a Caminhada contra a violência sexual. No dia 17, será a vez de Estância mobilizar a população em passeata que seguirá do Bairro Santa Cruz até a Praça Barão do Rio.  E no dia 26, a comunidade poderá assistir à palestra “Criar, Cuidar, Assistir e Educar”, na Câmara de Vereadores da cidade.

Tobias Barreto é outro município participante do movimento de combate aos crimes sexuais contra a população infanto-juvenil, e por isso, realizará no dia 19 de maio, a Palestra ‘Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes: Causas e Conseqüências’. O município de Boquim, por sua vez, discutirá na tarde do dia 25, no Espaço Multi Eventos, a Violência sexual de Crianças e Adolescentes. Para fechar a programação no interior, Lagarto será sede, nos dias 26 e 27 de maio, do II Fórum Municipal de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de meninos e meninas. O evento ocorrerá no Auditório do Rotary Club. Todas essas atividades contam com a organização dos Centros de Referência Especializada de Assistência Social (CREAS) dos respectivos municípios em parceria com o Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA).


 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais