Defesa pedirá soltura de irmãos acusados de fraudarem concurso da PM

0
Defesa pedirá soltura de dupla acusada de fraudar concurso da PM (Foto: SSP)

A defesa dos irmãos Aylton Hytalo Oliveira Lima e Hygor Ayslan Oliveira Lima, suspeitos de fraude no concurso da Polícia Militar (PM) irá solicitar o habeas corpus dos réus. O advogado Márcio Danilo Santos Silva acredita que a prisão da dupla foi exagerada, e pedirá a soltura deles do Cadeião de Nossa Senhora do Socorro, onde os acusados estão detidos.

O processo tramita na 9º Vara Criminal do Tribunal de Justiça. Em audiência realizada nesta terça-feira, 30, no Fórum Gumersindo Bessa os réus confessaram que tentaram ‘colar’ na prova, com a utilização de telefones celulares. Foram ouvidas duas testemunhas de acusação: os policiais militares e civil que fizeram a prisão dos irmãos. “Eles confessaram a participação que cabia, falaram que queriam colar. Só isso. Não existe associação e nem organização criminosa. Outras acusações não têm nada a ver com o caso”, disse Marcos Danilo.

Agora, não haverá mais audiência. A juíza Jumara Porto Pinheiro determinou um prazo de cinco dias para que o Ministério Público faça as alegações finais. A defesa terá o mesmo tempo para suas considerações. Passada esta etapa, a magistrada poderá elaborar a sentença.

O caso

Os irmãos Aylton e Hygor foram presos no dia 1º de julho, data da realização do concurso da Polícia Militar do Estado de Sergipe. Eles foram flagrados com telefones celulares tentando ‘colar’ na prova. A informação passada pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), à época, é de que os aparelhos estavam dentro de um gesso, que por meio de vibração, indicariam as respostas. Na ocasião, a dupla foi encaminhada ao Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope).

Os irmãos já respondem a processos pelo mesmo crime no Piauí e uma tentativa no estado do Ceará por fraude a concursos da Polícia Militar.

Por Victor Siqueira

Comentários