Delegado é acusado de agressão contra idoso

0

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que a Corregedoria da Polícia Civil acompanha o inquérito já instaurado na 1ª Delegacia Metropolitana (DM) que apura a denúncia de um homem de 60 anos contra o diretor da Divisão de Inteligência e Planejamento Policial (Dipol), delegado Gilberto Guimarães.

A situação teria ocorrido no dia 15 de setembro, em frente a uma boutique do bairro 13 de Julho, mas só hoje se tornou pública. A vítima registrou boletim de ocorrência relatando que levou socos e pontapés de Guimarães, que é ex-superintendente da Polícia Civil.

Segundo informações do Jornal da Ilha, a confusão teria sido iniciada quando a esposa do delegado, uma promotora de Justiça, estacionou seu automóvel em uma vaga particular da loja. A proprietária do estabelecimento teria ido pedir à mulher que retirasse o carro do lugar, já que não era cliente, e então foi iniciado um ‘bate boca’ entre as duas.

Entraram em cena, então, os esposos das duas, cada um defendendo a sua companheira. O senhor de 60 anos, marido da dona da loja, teria enfrentado o delegado Gilberto Guimarães, que passou a agredi-lo fisicamente. Por telefone, o Portal Infonet tentou várias vezes ouvir a versão do siretor do Dipol sobre o fato, mas ele não atendeu às chamadas.

A assessoria da SSP confirma que houve esse desentendimento, mas ressalta a conduta do delegado. “É um bom gestor e faz um grande trabalho a frente do Dipol”, avalia o assessor de imprensa da secretaria, Lucas Rosário.


 

Comentários