Deputado é contra financiamento de campanha

0

O deputado estadual Antônio dos Santos (PSC) não ficou feliz com o financiamento público de campanha proposto pelo Governo Federal. Segundo ele, serão empregados R$ 900 milhões no projeto, após a reforma político-eleitoral. O texto incluiria a lista pré-ordenada e a cláusula de barreira, sendo aprovado nas comissões da Câmara e podendo ser votado ainda este ano.

 

Para o deputado, este é um retrocesso político e um desperdício de dinheiro do governo. “Não vai caber na cabeça de ninguém o governo gastar quase um bilhão para financiar campanhas políticas”, afirmou Santos. Outro ponto de discordância do parlamentar é a lista pré-ordenada.

 

“Os diretórios é que irão decidir quem ganhará os mandatos, como primeiro, segundo ou terceiro da lista”, lamentou o deputado. A proposta da reforma eleitoral foi apresentada aos deputados estaduais sergipanos no ano passado e estava engavetada no Congresso, mas reapareceu depois da denúncia do “mensalão”, explicou Edney.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais