Mananciais sujos deixam Grande Aracaju e mais três regiões sem água

0
(fotos: Deso)

A Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso) emitiu nota na manhã desta quinta-feira, 2, para informar o desabastecimento de água nos sistemas de abastecimento da Grande Aracaju, Alto Sertão, do Semi-Árido e Sertanejo. As fortes chuvas e ventos que atingiram os mananciais usados na captação de água foram as justificativas apresentadas pela empresa para a interrupção do serviço.

A primeira informação no dia de ontem teria sido que cinco cidades foram afetadas com o desabastecimento.

De acordo com a Deso, as chuvas transportaram muitos sedimentos para os locais, o que impossibilitou o tratamento da água nas quatro regiões. “É preciso que o volume das chuvas diminua, reduzindo a quantidade de sedimentos nas águas das áreas dessas captações, podendo retornar a operação a qualquer momento”, completou a companhia.

Em nota, a empresa informa que algumas de áreas de captações foram afetadas de modo a ter sido suspensa toda a produção dessas áreas, deixando alguns municípios, que são atendidos pelas águas do Rio São Francisco, sem o fornecimento regular de água tratada. Porém, as condições da água bruta nessas localidades estão voltando a sua normalidade e a operação está retornando gradativamente à sua vazão original.

“O que ocorreu nessas localidades está ocorrendo neste momento na captação da Adutora do São Francisco, que atende aproximadamente 65% da demanda por água tratada dos municípios de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro e Barra dos Coqueiros, por isso, foi necessário para atender o mínimo dos padrões de potabilidade da água fornecida, a redução da oferta em várias regiões destes municípios. A Deso vem trabalhando diuturnamente para restabelecer em tempo mais exíguo possível a condição normal de operação, mas salientamos que dependemos da qualidade de água bruta fornecida por aquele manancial”, diz informe.

Como forma de se adaptar ao momento crítico no abastecimento, a Deso sugere que os clientes façam o uso racional da água existente nas caixas d’água e reservatórios residenciais.

Companhia de Saneamento de Sergipe – Deso

por Daniel Rezende

Matéria foi corrigida às 12h 57 para acréscimo da informação enviada pela Deso, onde a Grande Aracaju também foi afetada,

Comentários