Diretor diz que investigação teve origem no Detran

0
Motta: investigação a pedido do Detran (Fotos:Portal Infonet)

No momento em que a Polícia Civil atuava apreendendo documentos, o diretor-presidente do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Edgard da Motta Neto, concedeu entrevista coletiva e tentou esclarecer que a diretoria do órgão está contribuindo com a Operação Transformers, instituída pela Secretaria de Estado da Segurança Pública de Sergipe (SSP) para desarticular uma suposta quadrilha envolvida com roubo de veículos, fraude na emissão de documentação veicular feita pelo Detran e ramificação com o tráfico de drogas.

Sem entrar em detalhes, o diretor-presidente do órgão informou que o pedido de investigação foi feito há mais de um ano. Motta deixou claro que desconhecia detalhes da operação, mas revelou estar torcendo para que a ação policial traga bons frutos para a administração.

“Não podemos acusar nem retratar ninguém”, declarou, numa alusão ao suposto envolvimento de servidores do órgão nas fraudes denunciadas pela polícia. “Queremos que se chegue à verdade para se corrigir para que possamos fazer um trabalho com resultados positivos sem a dilapidação do patrimônio público”, ressaltou.

Prisões

Agentes recolhem documento no Detran

Nesta operação, 37 suspeitos foram presos, fruto de mandados judiciais. Alguns com mandado de prisão preventiva e outros com temporária, com a probabilidade de se tornar preventiva de acordo com o desenrolar das investigações que ainda estão em andamento. De acordo com informações da assessoria da SSP, 34 mandados foram cumpridos em Aracaju, Itabaiana, Itabaianinha, Carmópolis e Neópolis, outros dois foram cumpridos no Estado da Bahia e um em São Paulo.

Também foram apreendidos 15 veículos, um ciclomotor, uma espingarda e cerca de R$ 7 mil. O dinheiro, segundo a SSP, teria sido pago a título de propina, mas não há informações precisas sobre as pessoas que teriam recebido este “benefício”. Entre as pessoas presas, estão despachantes, servidores públicos, comerciantes e dois policiais [o sargento Valfran e o agente da polícia civil José Reis].

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais