Alvo de quadrilha eram pessoas que poderiam colaborar com a PC

0
Delegado Eurico Nascimento (Foto: Portal Infonet)

A Secretária de Segurança Pública (SSP) realizou na tarde desta terça-feira,25, uma coletiva de imprensa para relatar os desdobramentos da Operação Mutirão, deflagrada nesta madrugada.

Ambos morreram durante o confronto com à polícia (Foto: Ascom/SSP)

Segundo o delegado Eurico Nascimento, o objetivo da operação foi combater os crimes de pistolagem na cidade de Ribeirópolis. “A partir de um homicídio e de uma tentativa de homicídio, há cerca de três meses, começamos as investigações”, relata o delegado.

Os resultados das investigações levaram a polícia a dois suspeitos de matar um vigia: Renyson Costa Farias, e seu tio, Tiago Santos da Costa. Ambos morreram durante o confronto com a polícia.

A investigação também chegou a Tiago Cardoso Santos, José dos Santos e Janicléssio Silva Mendonça, todos presos, acusados de tentar matar um mototaxista, por ele fornecer informações à polícia sobre os crimes que vinham sendo cometidos no município; e a Crislaine Santos, namorada de Renyson, que foi detida após a polícia encontrar drogas na sua residência.

Ambos foram presos (Foto: Ascom/SSP)

Ainda de acordo com o delegado, os suspeitos que morreram e aqueles que foram presos, participavam da mesma quadrilha.  “Eles matavam quaisquer pessoas que possivelmente poderiam prestar alguma informação na cidade de Ribeirópolis à polícia”. A ação contou com policiais das Delegacias de Ribeirópolis, Carira, Itabaiana, Grupo Especial de Repressão e Buscas (Gerb) e o Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope).

Por João Paulo Schneider e Verlane Estácio

Comentários