Escolas não cumprem prazo e MEC prorroga Censo Escolar

0

Até quando se aprenderá no Brasil que se devem respeitar prazos. Devido a apenas 54% das escolas brasileiras terem respondido o Censo Escolar 2007, o Ministério da Educação (MEC) prorrogou, mais uma vez, o prazo para o preenchimento dos dados das escolas, que agora se encerra no próximo dia 30. Inicialmente o prazo encerrava-se no dia 31 de agosto, mas por causa da baixa adesão, foi alterado para o dia 16 de setembro.

Segundo o MEC, o limite foi prorrogado, de novo, para possibilitar que as escolas que ainda não informaram seus dados o façam. Até o final da manhã de hoje, 17, 80% das escolas sergipanas tinham preenchido o formulário.

Dos 75 municípios sergipanos, apenas oito já responderam ao censo escolar. Em pior situação no preenchimento é a cidade de Maruim. Somente 31% das escolas do município informaram dados ao MEC. Na cidade 19 escolas deverão preencher o formulário do censo.

Aracaju está entre as cidades sergipanas que terão mais uma oportunidade de informar os dados ao MEC. Das 314 escolas existentes na capital sergipana, 71% já responderam ao censo escolar.

Preenchimento

O preenchimento dos dados pela internet é feito diretamente na página eletrônica do Educacenso. O informante de cada escola deve entrar com a senha de desbloqueio e o código da escola, que foi fornecido por correspondência ou pela Secretaria de Estado da Educação.

Nas escolas em que não há internet, o preenchimento será feito em formulário de papel e a digitação dos dados no sistema poderá ser feita tanto na secretaria municipal de educação quanto na secretaria estadual ou em delegacias regionais da secretaria estadual, de acordo com a orientação da coordenação do Censo Escolar no estado.

O Censo Escolar coleta anualmente informações sobre a educação básica, abrangendo todas as suas etapas ou níveis (educação infantil, ensino fundamental e ensino médio) e modalidades (ensino regular, educação especial, educação de jovens e adultos e educação profissional de nível técnico). Seus dados servem como base para programas do governo como Fundo da Educação Básica (Fundeb), Campanha Nacional do Livro Didático, Programa Nacional de Alimentação Escolar e Programa Nacional de Transporte Escolar.


 

Comentários