Estupro de vulnerável: diretora garante que não houve omissão

0
Prefeito esteve na escola para conversar com a equipe diretiva (Foto: Prefeitura de Siriri)

A diretora da Escola Municipal Professora Maria Madalena, no município de Siriri, local do suposto cenário de um estupro a uma criança de 11 anos, conversou com o Portal Infonet sobre a situação. Ela esclarece que não houve omissão por parte da direção e que desde que foi informada do fato, buscou os órgãos competentes.

“A mãe da criança esteve na escola no dia 21 e ao conversar comigo relatou o que havia acontecido com a filha. Após escutar a mãe eu informei que teria que buscar os órgãos competentes, mesmo a mãe sendo contra, e assim fizemos. Acionamos o conselho tutelar e fomos na delegacia registrar a ocorrência. Não houve omissão e nem negligência”, explica Elaine do Nascimentos, diretora da escola.

A gestora conta que a criança está sendo acompanhada por uma psicóloga e que a escola tem prestado toda assistência a criança e a família. Elaine também desmente algumas informações que estão sendo divulgadas.

“ Não é verdade que teve evasão escolar, os alunos estão frequentando normalmente a escola que está em sistema de rodízio, mantemos todos os cuidados com as crianças como sempre tivemos, e lembramos aqui que estamos falando de crianças de 11 anos que estão sendo acusadas e julgadas por uma situação que ainda não foi esclarecida”, ressalta.

Elaine, assim como toda a comunidade escolar, espera que a investigação seja concluída o quanto antes e que a verdade venha à tona. “ Lamentamos a situação,  ficamos todos consternados, mas esse não é momento de expor e nem julgar, é o momento de acolher essa criança. Estamos ansiosos pelo desfecho desse caso, afinal, só os órgãos competentes podem descobrir o que aconteceu com essa criança”, conclui.

Prefeitura

A Prefeitura do Município informou que a criança está sendo acompanhada por profissionais da Prefeitura de Siriri, e que logo que o caso foi informado à diretoria da instituição de ensino, foi solicitado o acompanhamento do Conselho Tutelar e formalizado um boletim de ocorrência na delegacia.

O prefeito do município, Zé Rosa, acompanha pessoalmente a situação para que seja resolvida o mais rápido e de forma menos danosa para a criança e seus familiares.  “Me solidarizo com a vítima e seus familiares e afirmo que eu, enquanto prefeito e cidadão, estou disposto a ajudar no que for preciso, seja com o acompanhamento psicológico ou judiciário. Também presto a minha solidariedade aos profissionais que atuam na escola”, afirma o prefeito.

Entenda

No dia 27 a Secretaria de Segurança Pública (SSP/SE) informou que a delegacia do município de Siriri estava investigando um caso de estupro a vulnerável ocorrido no dia 20 dentro de uma escola municipal.

A criança foi submetida a exames no Instituto Médico Legal (IML) e na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, em Aracaju. A investigação está em sigilo.

Por Karla Pinheiro

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais