Estupro: delegada aguarda laudo do IML para concluir investigação

0
DAGV não tem dúvida da participação do padrasto no crime (Foto: arquivo Portal Infonet)

Está quase concluído o inquérito policial que investiga o crime de estupro supostamente praticado pelo padrasto contra uma criança de apenas dois anos de idade, em Aracaju. A criança com lesões nos órgãos genitais, no rosto, nas costas e com hematomas no corpo foi encontrada em casa no sábado, 26, e a mãe estava desmaiada.

Para concluir a investigação, a delegada Roberta Fortes, do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Secretaria de Estado da Segurança Pública, aguarda a emissão do laudo pericial que ainda está em fase de confecção no Instituto Médico Legal (IML).

O crime chocou a comunidade do conjunto Bugio e, ao ser identificado, o acusado sofreu agressões físicas praticadas por moradores, vizinhos da vítima. A identidade do acusado é mantida em sigilo pela Polícia Civil para proteger a vítima. Ele tem 36 anos e está preso, amparado por mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Aldo de Albuquerque Melo.

A criança e a família estão recebendo atendimento psicológico na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes. Os detalhes da prestação do serviço são mantidos em sigilo por questão ética.

por Cassia Santana

 

Comentários