Estupro: população faz saque em casa de acusado

0
DAGV investiga denúncia (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Um homem está sendo acusado por estupro de vulnerável, crime que teria sido praticado contra as duas enteadas, uma delas com 13 anos e outra com onze anos. A denúncia foi feita por uma das tias das supostas vítimas, mas a mãe biológica não acredita nesta versão e inocenta o acusado.

O caso está sendo investigado pela equipe do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV) da Secretaria de Estado da Segurança Pública. A delegada Lara Schuster, do DAGV, instaurou o inquérito policial e já ouviu o depoimento das duas supostas vítimas. A mais velha confirma a denúncia da tia, diz que vem sendo acariciada pelo padrasto e não fala em conjunção carnal. Mas a criança de onze anos nega, afirmando que “gosta muito” do acusado e que nunca fora molestada.

Segundo a delegada, o acusado se apresentou espontaneamente à polícia e solicitou a realização de todos os exames para provar a inocência. “Então é muito prematuro acusá-lo ou inocentá-lo”, comenta a delegada. Vizinhos, segundo informações da delegada, teriam saqueado a residência do acusado que se sentiu ameaçado e mudou de casa. A delegada permitiu, desde que a novo endereço do acusado esteja atualizado no DAGV. As duas supostas vítimas moraram com o pai biológico, mas passaram a residir com a mãe e o padrasto.

A delegada possui um rol de pessoas que ainda deverão ser ouvidas, inclusive o pai biológico e outras pessoas da família. A identidade do acusado e a data do depoimento estão sendo preservados.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais