Famílias do Motu mudam de endereço, mas problemas permanecem

0

Famílias agora estão abrigadas no Orlando Dantas
A reintegração de posse do hotel Brisa Mar, localizado na Orla de Atalaia, foi cumprida sem precisar da força policial. Conforme já noticiado pelo Portal Infonet o prazo para que as famílias desocupassem o local terminaria nesta terça-feira, 17, mas os integrantes do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu) deixaram o hotel inacabado na noite da última segunda-feira, 16.

Agora, cerca de 200 famílias estão morando em um novo endereço: Avenida Gasoduto, no conjunto Orlando Dantas, localizado na zona sul da capital. A mudança não melhorou em nada a condição das famílias que estão amontoadas em um pequeno galpão.

O local é pequeno e algumas famílias reclamam de falta de espaço (Fotos: Portal Infonet)
A equipe do Portal Infonet esteve no local e constatou que muitas famílias estavam desesperadas por não saber onde dormir, alegando que o espaço é pequeno e desconfortável. O representante do Motu Silvanei de Jesus, afirma que a expectativa do movimento é que antes do prazo previsto, durante os dois meses do aluguel do galpão, as famílias possam ser transferidas para casas alugadas.

“Essas famílias se cadastraram no cadastro único do município e a gente entende que a prefeitura tem interesse em resolver a situação. O próximo passo é encaminhar para casas alugadas e discutir com o município programas específicos para essas famílias”, lembra a representante do Motu, Núbia Santana.

Seides

Durante reunião com representantes do Motu e da Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e Desenvolvimento Social (Seides), que aconteceu na semana passada, as entidades conversaram sobre a construção de três conjuntos habitacionais, entrega de cestas básicas e a realização de cursos profissionalizantes. Na oportunidade, a diretora do departamento de Habitação da Seides, Andrea Galindo, explicou o andamento do processo para construção dos conjuntos habitacionais.

Num convênio com a CEHOP, a Seides vai construir em Nossa Senhora do Socorro 256 casas do conjunto habitacional 1º de maio e 216 do conjunto Professora Alaíde dos Santos. Além destas, deverão ser construídas ainda mais 126 casas dos residenciais Ana Patrícia I e II, no bairro Santa Maria. 

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais