Famílias permanecem em terreno no bairro Aruana

0
Ocupação teve início em setembro de 2014 (Foto: Arquivo Portal Infonet)

As mais de duas mil famílias, que ocuparam um terreno, que seria da União no bairro Aruana, continuam no local aguardando decisão da Justiça. Apesar de já ter sido emitida a reintegração de posse, a assessoria jurídica do Movimento Organizado dos Trabalhadores Urbanos (Motu), está lutando para provar que a área [ocupada há quase cinco meses], pertence à União.

“A Justiça deu reintegração de posse a um particular em uma área vizinha à que as famílias estão. O nosso advogado já entrou com recursos no Tribunal de Justiça, mostrando que o terreno pertence à União, mas o processo continua parado”, explica a integrante do Motu, Dalva da Graça.

Enquanto não se tem uma decisão, as famílias continuam no local e o número de ocupantes vem aumentando à cada dia e eles garantem que não sairão até que tenham o pleito da moradia popular atendido. "Nós vamos ficar aqui porque se o terreno é da União, é do povo", acredita Edivaldo Andrelino de Jesus.

Por Aldaci de Souza

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais