FMA monitora presença do peixe-boi Tinga no litoral sergipano

0
O peixe-boi Tinga é monitorado voltou a aparecer em Sergipe neste ano. (Foto enviada por moradores à Fundação Mamíferos Aquáticos)

Em risco de extinção, o Peixe-boi Tinga voltou a aparecer no litoral sergipano. Após ter sido visto na região de Ponta do Mangues, em 2019, o mamífero voltou a aparecer na costa sergipana na última semana. Desta vez, foi visto por pescadores na Região Metropolitana de Aracaju, nas praias da Atalaia Nova e da Coroa do Meio, mas ainda não foi localizado novamente. A presença do animal está sendo monitorada pela Fundação Mamíferos Aquáticos.

De acordo com Jociery Parente, representante da Fundação Mamíferos Aquáticos (FMA), é possível que o peixe já tenha saído do estado nesta semana. “Desde o final de semana, seguimos o monitoramento, mas não localizamos o animal. E não temos tido registros também dos colaboradores. Então,sub a gente acredita que ele não está mais pela região”, disse Jociery.

Orientações

Ainda segundo informações da Fundação Mamíferos Aquáticos, a orientação é não tocar, não alimentar e não oferecer bebidas, pois o toque e a oferta de alimentos pode causar dependência aos animais, bem como alguma doença ser transmitida. Outra orientação é manter uma distância segura e caso o mamífero esteja encalhado ou ferido, o contato deve ser feito com o Projeto Viva o Peixe-Boi Marinho no número (79) 99130-0016.

Já para os condutores de embarcações motorizadas, o procedimento a ser feito é o de avistar se o Peixe-boi está próximo, pois a hélice do motor em movimento pode ferir e até matar o animal. Caso o peixe seja visto, deve-se reduzira a velocidade ou desligar o motor para evitar colisões.

Risco de extinção

O Peixe-boi marinho era tido como um dos mamíferos extintos em Sergipe. Ele também é considerado pela União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como vulnerável à extinção.

Por Milton Filho e Aisla Vasconcelos

Comentários