Governo autoriza obras do primeiro trecho da Orla Sul de Aracaju

0
Serão R$ 8.341.520,63 investidos nesta etapa (Foto: Mário Souza)

O governador Belivaldo Chagas autorizou, nesta quarta-feira (18), ordem de serviço para construção do primeiro trecho da Orla Sul da capital sergipana. Devido às medidas protetivas publicadas pelo Governo de Sergipe referentes ao coronavírus, o ato de assinatura foi realizado no Palácio dos Despachos. Serão R$ 8.341.520,63 investidos nesta etapa.

O projeto Orla Sul consiste na realização da adequação urbanística e de limitações das praias dos 17,4km da faixa litorânea sul da capital, onde estão inseridos os 49 bares da região.

“Temos recursos garantidos para os três trechos da Orla, que dá um montante de R$ 28 milhões. Estamos dando ordem de serviço para o primeiro trecho. As duas ordens seguintes, que daríamos no mês de abril, daremos no mês de maio, após sentirmos o clima do que está acontecendo”, informou Belivaldo.

Para o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, a obra ajudará, do ponto de vista futuro, a área de expansão da cidade. “Aracaju vai crescer para aquela região e o governador já projeta, visionariamente, uma obra de avanço, tanto do ponto de vista do desenvolvimento urbano daquela região, como do turismo. É uma obra que puxa progresso, desenvolvimento, além de favorecer o turismo, o lazer, o descanso e o alimento da alma. Então, quero agradecer e dizer que Aracaju se sente muito feliz com esse presente”, revelou o prefeito.

De acordo com o secretário de Estado do Turismo e Comunicação, Sales Neto, o turismo será fortalecido a partir da intervenção autorizada pelo governador. “A geração de novos pontos turísticos é importante e entendemos que, neste setor, toda a construção de uma infraestrutura melhor é um chamariz para ajudar no desenvolvimento dele”, disse.

O presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens de Sergipe (ABAV/SE), João Ávila, avaliou que a obra da orla Sul terá o mesmo impacto que o primeiro calçadão da Orla da Atalaia teve para a capital. “Além de possibilitar uma nova roupagem e uma forte divulgação para Aracaju, vai dar uma condição de vida melhor para o aracajuano. E a gente faz turismo, primeiro com a sociedade”, argumentou.

Por sua vez, o presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Sergipe (ABIH-SE), Antônio Carlos Franco Sobrinho, expôs a gratidão do setor pela obra. “O turismo agradece essa obra. Acho que ela vem em um momento importante e mostra que, mesmo diante da crise que o setor está passando, uma crise inesperada, por ser sanitária, o Governo do Estado está trabalhando, independentemente disso. E  isso nos dá ânimo também para lutar”, afirmou.

Trecho 1

Segundo a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), as obras do Trecho 1 abrangerão serviços no lado esquerdo da Rodovia SE-100 no sentido Atalaia/Mosqueiro, com início a partir da Rua Deputado Clovis Rollemberg até a proximidade do Loteamento Aruana (no final do Tecarmo).

As intervenções compreenderão a substituição da calçada existente por uma ciclovia; implantação de nova calçada com acessibilidade, margeando a ciclovia projetada e criação de largos entre a calçada e a ciclovia, contendo aparelhos de ginástica, brinquedos, espreguiçadeiras, esculturas e bicicletário. Assim como a inserção de bolsões de estacionamento; construção de cinco passarelas de acesso ao mar; recuperação da área do banho doce; construção de mureta linear em todo o perímetro e paisagismo em toda extensão do projeto. Além disso, a Rodovia SE-100 (Rodovia José Sarney) será recuperada.

“A principal alteração é o ordenamento, tanto de automóveis, como de pedestres e a retirada dos carros a areia da praia. Haverá a contenção da ocupação da faixa de praia, que foi uma exigência do Ministério Público Federal. Os bares vão precisar se readequar para ter menores áreas ocupadas na praia, por uma questão até de conforto e qualidade ambiental. Quanto ao oferecimento de equipamentos públicos, que não existem na faixa da praia, em toda extensão, também merece destaque. O ideal é que a população possa desfrutar da praia, que é pública, em equipamentos públicos”, ressaltou a coordenadora do Projeto, a arquiteta Clarisse Almeida.

Projeto

Conforme estudos e projetos realizados, as obras da Orla Sul serão dividas em quatro trechos.  Por sua diversidade de uso e características, o trecho 03 foi subdivido em 08 subtrechos – de A ao H. O foco das intervenções propostas pelo Projeto Orla Sul, partem da última rótula da Orla da Atalaia (frente ao terreno do antigo Hotel Parque dos Coqueiros) e segue a faixa litorânea Rodovia SE-100 (José Sarney) até o final desta via na capital, onde encontram-se áreas à beira-mar de ocupação desordenada.

Fonte: ASN 

Comentários