Greve dos agentes e funcionários da Renascer é considerada ilegal

0

Agentes estão em greve desde o último dia 14
A desembargadora Marilza Maynard, do Tribunal de Justiça de Sergipe, determinou a greve dos agentes de segurança e funcionários da Fundação Renascer ilegal. A magistrada determina que a categoria retorne às suas atividades funcionais, sob pena de multa diária imposta ao  Sindicato dos Agentes de Segurança e Funcionários da Renascer (SINDASF), no valor de R$ 15.000,00.

A decisão é resultado de uma ação da Fundação renascer que solicitava a não deflagração do movimento grevista e que os servidores da referida fundação não deixassem de cumprir suas atribuições por se tratar de movimento abusivo.

Na decisão consta a ressalva que se  não houver continuidade nas negociações, especialmente por parte da Fundação Renascer, assim como o surgimento de fato novo, mediante os argumentos e prova da parte contrária, pode haver modificação no entendimento, pois esta tem  cunho provisório.

O presidente do Sindicato da Categoria, Eziel de Oliveira, ainda não foi notificado da decisão.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais