Homem é preso acusado de estuprar menina de 7 anos

0

A população pode denunciar casos de abuso envolvendo crianças através do 181
O número de casos de presos acusados de pedofilia e abuso sexual contra crianças e adolescentes têm chamado a atenção dos sergipanos. Conforme noticiado no Portal Infonet, na última segunda-feira, 21, dois homens foram presos, sendo um deles um tenente da Polícia Militar.

No mesmo dia, outra prisão foi efetuada pelas equipes da Delegacia de Grupos Vulneráveis. Segundo o delegado Alessandro Vieira, o homem identificado como Jairo Alves do Nascimento, de 38 anos, é suspeito de ter abusado da enteada do irmão, uma menina de apenas 7 anos de idade.

O delegado conta que a prisão ocorreu no bairro Siqueira Campos, localizado na zona norte da capital. A suspeita é que o homem tenha estuprado a menina enquanto os pais dormiam.

Denúncias

Toda denúncia a respeito da exploração ou abuso sexual contra crianças e adolescentes podem ser feitas através do disque 100 ou ainda disque denuncia no 181.

Punição

Os casos que têm chocado a população sergipana repercute entre os parlamentares. O deputado federal Mendonça Prado (Dem) foi enfático ao afirmar que a responsabilidade de proteger as crianças é dever do estado brasileiro.

“O país precisa encontrar uma forma de conter a violência sexual e proteger as crianças e adolescentes deste comportamento doentio de determinados cidadãos. Os casos estão se multiplicando e não é possível que Brasil se mantenha nesta postura permissiva e omissa. A segurança das crianças e adolescentes é dever do Estado Brasileiro”, cobrou.

Mendonça Prado é autor do Projeto de Lei que propõe aplicação de tratamento de castração química para conter a reincidência de crimes de caráter sexual, abuso e estupro.

Segundo o projeto a castração química não se configura na mutilação mecânica do membro sexual do agressor. Mas, trata-se da aplicação de um tratamento terapêutico, com utilização de uma substância hormonal capaz de inibir a libido e equilibrar os impulsos sexuais exagerados em indivíduos reincidentes em crimes sexuais.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais