ICMS de João Alves Filho irrita sergipanos

0

Está mais do que claro que a elevação em 2% sobre o ICMS de alguns produtos não pegou bem para o governador eleito João Alves Filho (PFL). Mesmo que seja usado como pano de fundo a promoção de campanhas contra a fome, ninguém engole mais esse negócio de levar a vida trabalhando para pagar imposto. Além do mais, os produtos apontados como supérfluos são essenciais para toda a sociedade, a exemplo de telefone, gasolina e, principalmente, bebidas. Ah! sabonete também. No final da contas, quem vai pagar tudo é o pobre mesmo. Segundo estudos dos Dieese, 56% dos sergipanos que ganham até dois salários mínimos – R$ 400,00 – vão segurar mais esse trampo. Por Eugênio Nascimento eugenionascimento@infonet.com.br Saiba mais em “Palanque Eletrônico”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais