Infonet Pixels

0

*** O Tribunal de Justiça rejeitou, na tarde de ontem, os embargos declaratórios proposto pelos advogados do vereador Sérgio Góes, contra a decisão do TSE que cassou o seu mandato.

*** A rejeição foi por unanimidade, o que significa dizer que o vereador Sérgio Góes terá que deixar a Câmara de Vereadores imediatamente. Ou seja, não vai terminar o seu mandato, como ele queria.

*** Ainda cabe recurso, mas as perspectivas no TSE são as mínimas possíveis, face as decisões já tomadas pelo Tribunal que tem agido contra infidelidade partidária. Como não foi candidato a reeleição, Sérgio Góes ficaria sem mandato já a primeiro de janeiro. Não vai ser possível esperar até lá. Fica sem mandato agora…

Por Ivan Valença

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais