Inquérito sobre a morte de designer está prestes a ser concluído

0
Advogada da família adianta que o inquérito policial deve ser concluído na próxima semana (Foto: Portal Infonet)

Familiares do designer  Clautenis José dos Santos, 37, morto no dia 8 de abril na capital durante uma abordagem policial, estiveram na Corregedoria da Polícia Civil na manhã desta quarta-feira, 5, para buscar informações sobre o andamento do inquérito policial. De acordo com a advogada da família, dra. Laura Lustosa, o inquérito deve ser concluído até o dia 14 de junho.

“Dr. Júlio Flávio, delegado responsável pelo caso, nos disse que foi pedido a revisão de alguns laudos, inclusive revelou que para surpresa dele o laudo balístico apontou que os projéteis foram deflagrados das armas dos três policiais, e que até a segunda-feira deve receber todos os laudos e na sexta-feira concluir o inquérito, me comunicando para que eu tenha acesso aos autos com todos os laudos”, explica a advogada Laura que adianta que após a conclusão do inquérito policial, o Ministério Público pode denunciar ou, se achar necessário, requerer novas diligências.

Ainda segundo a advogada, foram pedidos laudos balísticos, do carro e a reprodução simulada. Hoje o delegado também fez a entrega do celular de Clautenis a família. “O delegado disse que estava com o telefone de Clautenis até agora porque poderia ser necessário verificar informações sobre a corrida dele no aplicativo, mas, segundo dr. Júlio Flávio, não foi necessário”, conta.

Cleverton, irmão da vítima, diz que a família só quer justiça (Foto: Portal Infonet)

O irmão de Clautenis, Cleverton dos Santos, diz que o que a família quer é saber de fato o que aconteceu e que os responsáveis sejam punidos. No próximo sábado, 8, completam dois meses da morte do designer. “Queremos saber a verdade sobre a morte do meu irmão e que a justiça seja feita. Várias versões foram levantadas, inclusive que ele reagiu, por isso foi alvejado, mas ele sempre foi muito pacífico e duvido muito que reagiria a uma ação estando desarmado e diante de três homens armados, por isso  estamos cobrando da polícia a conclusão desse inquérito”, ressalta.

Por Karla Pinheiro

Comentários