Irmãos que comandavam organização criminosa em Goiás chegam a Sergipe

0
Delegado Osvaldo Resende detalha como foi a prisão dos suspeitos (Foto: Portal Infonet)

Os dois irmãos sergipanos suspeitos de comandar uma organização criminosa que distribuía drogas e armas de fogo para a região Nordeste, presos no estado de Goiás na segunda-feira,15, já estão em Sergipe. De acordo com o delegado Osvaldo Resende do Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc), os dois suspeitos chegaram ao estado na madrugada de hoje e serão custodiados no Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho (Compajaf), presídio de segurança máxima localizado no bairro Santa Maria, em Aracaju.

De acordo com a polícia, os dois irmãos da cidade de Itabaiana, Aduilson Góis Oliveira, conhecido como “Galego”, e Ademir Góis Oliveira, o “Demir” ou “Galeguinho”, estavam foragidos da justiça sergipana e fixaram residência em Goiás. Os dois já tinham sido presos alvos da Operação Vaquíria.

“Através das investigações identificamos que esses indivíduos estavam sediados no estado de Goiás e de lá gerenciavam o envio de drogas e armas de fogo para as regiões do Nordeste. Os dois foram presos na Operação Valquíria e há época ficou constatado que eles dois forneciam drogas e armas. Em Goiás, eles estavam em fase de restruturação dessa organização criminosa, montaram uma base operacional para comprar droga no Mato Grosso do Sul e enviar para estados do Nordeste, além de armas de fogo de alto calibre”, explica o delegado Osvaldo Resende.

Aduilson e Ademir chegaram a Sergipe na madrugada desta quarta-feira, 17 (Foto: SSP/SE)

Aduilson e Ademir foram presos na cidade de Senador Canedo numa operação conjunta entre as policias de Sergipe e Goiás. Os dois estavam foragidos e contra eles existem vários mandados de prisões em aberto. Dentro os crimes contra os dois estão homicídio e tráfico de drogas. “São indivíduos com diversas passagens pela polícia e com diversos mandados de prisão com histórico de violência. Eles forneciam armas e entorpecentes para grupos criminosos ligados a roubos de carga e roubos de banco na região Nordeste”, ressalta o delegado que conta que uma terceira pessoa foi presa em flagrante durante a operação.

“Lucivaldo Fernandes da Silva era responsável pela logística operacional do grupo no estado de Goiás. Ele tinha duas casas, uma que ele residia, e outra ficava há dois quarterões. Lá era um local para manipular drogas e foi apreendido com o Denarc de Goiás balança, máquinas de embalar a vácuo, prensa hidráulica, cocaína, ou seja, diversos outros materiais que eram utilizados nesse processo de manipulação da cocaína e da maconha”, diz.

Os dois comandantes da organização criminosa foram escoltados e chegaram a Sergipe na madrugada dessa quarta-feira. Eles ficarão custodiados, segundo a polícia, no Compajaf, no bairro Santa Maria. As investigações continuam, a polícia agora trabalha na identificação dos receptores das drogas e armas em Sergipe.

por Karla Pinheiro

Comentários