Líder do movimento Hip-Hop acusa PMs de agressão

0

O líder do movimento Hip-Hop em Aracaju, Geferson Santos Santana, o Sinho, acusa policiais militares de agressão física e psicológica. Ele relata em uma carta aberta enviada à imprensa que foi espancado e arrastado pelo chão pelos agentes da polícia na madrugada de sábado, 27, nas imediações do centro histórico da capital, onde acontecia o Forró Caju. Ninguém da assessoria da Polícia Militar foi localizado para comentar o assunto.

Leia abaixo a íntegra da carta de Geferson, que foi enviada à imprensa através da assessoria da vereadora Rosângela: 

“O FORRÓ CAJU é alegria para alguns e tristeza para outros. Nesse sentido, estamos falando sobre a grave ocorrência na madrugada da sexta-feira para o sábado, 27/06/09, quando, pelo simples fato de ser jovem e usar roupas estilo Hip-Hop, o grande líder deste movimento em Aracaju, o jovem Geferson Santos Santana (Sinho) foi agredido covardemente por membros da Polícia Militar, que além de espancá-lo, com chutes, pontapés e pauladas, arrastaram-no pelo chão por mais de 100 metros e o conduziram à Delegacia de Polícia alegando ser o mesmo um suspeito não se sabe de quê. Caído ao chão, apanhou da policial no rosto, dizendo-lhe para respeitar a polícia.

Este relato é mais um para o histórico da juventude negra e periférica do Brasil. Por isso, não podemos calar nossa voz, mas, sim, unirmo-nos para que casos como esse sejam apurados e policiais dessa estirpe sejam exonerados em nome da DEMOCRACIA e do respeito aos DIREITOS HUMANOS E CIVIS de HOMENS e MULHERES da PERIFERIA de Aracaju.

Geferson Santos Santana é Estudante, Líder do Movimento Hip-Hop em Aracaju, Ex-presidente da Associação de Moradores da Comunidade onde reside, Ex-representante da UNESCO, Conselheiro da Saúde, recebe apoio do Governo Municipal de Aracaju, da Vereadora Rosangela Santana e da Deputada Conceição Vieira para realização dos eventos culturais do Movimento Hip-Hop.

Pedimos aos MANOS e MANAS de todo o Brasil que enviem e-mails ao Governador Marcelo Deda, solicitando a apuração dos fatos e afastamento dos policiais.

ATENÇÃO MANOS e MANAS, ENVIEM E-MAILS PARA: marcelo.deda@governo.se.gov.br – solicitando a apuração dos fatos.

O silêncio é cumplicidade e eu nunca estarei do lado daqueles que agridem nossa juventude”.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais