Lixo doméstico é jogado na rua

0

O lixo foi jogado no fundo da Igreja Católica (Foto: José Jorge/Internauta)
O internauta José Jorge Silva Pereira flagrou uma grande quantidade de lixo em uma rua do conjunto Augusto Franco e enviou a imagem para o Portal Infonet na noite da última terça-feira, 25. Na manhã desta quarta-feira, 26, a equipe da Infonet constatou que a lixeira localizada na rua D-4 havia acumulado mais lixo.

Móveis quebrados, galhos de árvores, portas de madeiras, sacolas plásticas e até um colchão estão no local. De acordo com o funcionário público, Norman Gomes de Oliveira, que mora há 20 metros da lixeira, a coleta é feita de forma regular, mas os próprios moradores não cooperam. “Assim que o carro do lixo passa, as pessoas jogam tudo novamente, falta consciência e educação”, observa Norman que mora na localidade há 30 anos.

O morador Norman diz que falta educação para os moradores
Para o ambientalista Anderson Góis, a comunidade tem a sua parcela de culpa dividida com a falta de políticas públicas. “São problemas da comunidade e de governo. No Estado temos a ausência de um órgão de gestão ambiental que possa tratar dessas questões. Existe ainda a ausência de um trabalho de educação ambiental nas escolas”, observa.

Anderson Góis salienta os riscos de jogar o lixo na rua. “Os canais transbordam porque o lixo é colocado na rua. Não temos um sistema de drenagem eficiente e o que temos não funciona bem por conta do lixo acumulado”, afirma o ambientalista que convida a população para uma ação educativa.

“Vamos começar a fazer a partir de fevereiro um pedágio ecológico, onde uma vez por mês vamos

Emsurb diz que coleta é feita regularmente no bairro
para um determinado ponto abordar os motoristas e pedir o lixo dos carros. Queremos chamar a atenção para sensibilizar a todos com ações diárias que podem preservar o meio ambiente”, esclarece.

Limpeza

De acordo com a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) no Augusto Franco a coleta é feita três vezes por semana. Na terça, quinta e sábado das 07h às 18h.

 

Por Kátia Susanna

Comentários