Mãe se desespera ao ver filho morto

0

Mãe e irmã se desesperam com a morte do jovem (Fotos: Portal Infonet)
Desespero e dor da mãe que viu o filho assassinado na tarde dessa quarta-feira, 12, no bairro Santa Maria. “Tanto conselho que eu te dei meu filho, porque Deus fez isso comigo? Meu filho não merecia acabar assim”, gritava Edilene Menezes ao ver o filho no chão.

Wagner Ubiratan Menezes Barbosa, 20 anos foi alvejado com quatro tiros em via pública, por volta de 12h30, no momento em que saia de uma lanchote. “Mataram ele na covardia, meu filho tava com duas coxinhas e duas latinhas de refrigerante na mão”, relatava a mãe no momento de desespero.

Segundo Edilene, o filho tinha saído de casa para comprar um lanche, pilotando uma moto na companhia de uma mulher. “ Tinha uma mulher na garupa da moto do meu filho, só não sei o nome dela. Depois que mataram ele, ela está por ai dizendo que não tava na moto”, denunciava a mãe.

Rapaz foi alvejado em via pública
Edilene ainda comentou que o veículo que o filho estava pilotando foi roubado durante o homicídio. “Deram tanto tiro e ainda levaram a moto e o capacete dele”, revelou Edilene.

Crislane Santos de Jesus, esposa da vítima revelou que Wagner era usuário de drogas. “Ele usava drogas, mas não era bandido não, o povo é que gosta de falar mesmo”, comentava.

A esposa ainda comentou que Wagner tinha outra mulher. “ A outra tá grávida de cinco meses, mas ele não tava mais com ela, eu morava com ele”, comentava Crislane.

O corpo de Wagner Ubiratan foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML), onde familiares deverão comparecer para realizar a liberação para sepultamento.

Por Alcione Martins e Raquel Almeida


 

Comentários