MAX incentiva o turismo

0

O Museu Arqueológico de Xingó – MAX – localizado na cidade de Canindé do São Francisco está se transformando num polo de atração turística. Em apenas 8 meses de funcionamento aberto ao público, o Museu já recebeu mais de seis mil visitantes, sendo 48% deste total vindos do Estado de Sergipe. O livro de presença registra até a visita de estrangeiros, o que é bastante animador para incentivar o turismo na região. A continuidade dos trabalhos arqueológicos em Xingó está garantida pelos próximos 5 anos, conforme contrato de parceria assinado entre a Universidade Federal de Sergipe e a Petrobrás. A Fapese – Fundação de Apoio à Pesquisa e à Extensão de Sergipe – receberá neste período R$ 2,6 milhões para aplicar na manutenção do museu e no programa de desenvolvimento de pesquisas arqueológicas do baixo S. Francisco. Uma exposição itinerante do Museu vai percorrer as grandes cidades do país.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais