Médicos suspendem atendimento a outras seguradoras de saúde

0

A classe médica, que continua lutando pela implantação da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos – CBHPM -, suspendeu o atendimento às seguradoras de saúde Sul América, Bradesco, Unibanco e AGF. Os usuários só poderão ser atendidos mediante o pagamento de uma taxa de R$ 42,00 por consulta. Só estão garantidos os atendimentos de urgência e emergência. Outras empresas de saúde que durante o prazo de 30 dias, solicitado pelo Ministério Público, não estiverem dispostas a negociar com a classe médica a implantação da CBHPM também terão atendimento suspenso pela categoria. Nesta situação estão a Odontoserv, Associação de Bispos e Pastores – ABP -, Amil, Blue Life, Gama, Hapivida, Integral, Medial, Mediservice, Previna, Polimed e Smile. A Norclínicas e Golden Cross, que integram o grupo Abrange, ainda estão negociando, além da Capitania dos Portos, Fusex e Deso. A classe médica decidiu que será dado um prazo de 15 dias para que seja fechada uma proposta definitiva.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais