MP exonera 28 parentes. TJ é o próximo

0

Um total de 28 servidores foram exonerados do Ministério Público Estadual, visando cumprir a resolução do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). A resolução determina a demissão de parentes até o terceiro grau dos promotores e procuradores de Justiça. Foi encerrado nessa sexta-feira,13, o prazo para as demissões.

 

Os cargos em comissão, agora, serão ocupados por servidores, que têm que informar se têm algum tipo de parentesco com procuradores, antes de assumir o cargo. Os parentes desligados representavam menos de 10% do quadro de funcionários, segundo informações da Procuradoria-Geral do Estado.

 

Uma outra resolução, a de número 7, definida pelo Conselho Nacional de Justiça, determina o afastamentos até o dia 14 de fevereiro os parentes até o terceiro grau de desembargadores, juízes, gestores e assessores. Além da ocupação de cargos comissionados por parentes, o Conselho pôs fim às férias coletivas nos Tribunais de 2º grau e estabeleceu a promoção de magistrado por voto aberto e fundamentado.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais