MPF/SE pede condenação de traficantes

0

O Ministério Público Federal em Sergipe (MPF/SE) apresentou à Justiça Federal as alegações finais no processo contra oito réus acusados de trazer cocaína da Bolívia para Aracaju. Foi pedida a condenação de todos eles pelo crime de tráfico internacional de drogas. O MPF/SE pediu ainda a condenação de Sidônio Pereira Carvalho, conhecido como Doni, e Marcos Pereira de Carvalho por uso de documento falso.

O procurador da República, Eduardo Botão Pelella, que assina as alegações, explica que a participação dos réus no delito de associação para o tráfico de droga foi completamente demostrada. O esquema comandado por Sidônio Pereira Carvalho trazia cocaína da Bolívia através do serviço de Sedex dos Correios.

Ele viajou até o Mato Grosso do Sul, com nome falso, para enviar a droga para o seu irmão, Marcos Pereira de Carvalho. Este, por sua vez, confessou ser o responsável por receber a droga em Aracaju. A comunicação entre os dois era feita através da Luciana Lima de Oliveira Diniz, que além de repassar as informações fazia a lavagem do dinheiro adquirido com o tráfico.

O
s demais réus – Luiz Antônio Mendes Ortiz, Ednei Saldanha, Antônio Trindade da Silva e Gabriela Rodrigues da Silva – adquiriam a cocaína na Bolívia e a entregavam ao contato de Sidônio em Campo Grande (MS).

Falsificação

O MPF/SE também pede a condenação de Doni e Marcos por falsificação de documentos. Marcos confessou ter utilizado documentos falsificados e Sidônio, além de também ter usado documento falso, foi o responsável pela emissão dos documentos falsificados para Luiz Antônio e Ednei.

Fonte: MPF/SE

Comentários