Navio da Marinha será aberto à visitação pública em Aracaju

0
A visitação inicia dia 18 (Foto: Capitania dos Portos)

Nos dias 18 e 20 de agosto, o Navio Patrulha “Guaratuba” (P50), pertencente ao Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste, da Marinha do Brasil, estará atracado no porto de Aracaju-SE, onde ficará aberto à visitação pública das 14h até o pôr do sol.

Realizando ações de Patrulha Naval no litoral da Bahia e Sergipe, sob o comando do Capitão-Tenente Diego Pereira de Souza, o navio possui 46,5 metros de comprimento, desloca 217 toneladas e atinge velocidades de até 25 nós (aproximadamente 46Km/h). O NPa “Guaratuba” tem como missão principal realizar ações de patrulha naval no mar territorial brasileiro, a fim de contribuir para o controle da área marítima, em nossa “Amazônia Azul”.

O navio foi concebido como elemento integrante de um grupo de navios patrulha, com as seguintes tarefas, dentre outras:

– Exercer a fiscalização visando ao resguardo dos recursos do mar territorial, zona contígua e zona econômica exclusiva, em conformidade com a legislação brasileira;

– Colaborar com os serviços de repressão ao contrabando e ao comércio ilícito;

– Controlar as áreas marítimas sob jurisdição brasileira, no que concerne à passagem inocente de navios mercantes ou de guerra e ao cumprimento da legislação brasileira em geral. Inclusive a relativa à proteção ambiental;

– Fiscalizar as atividades de pesquisa realizadas no mar territorial brasileiro, zona contígua e zona econômica exclusiva;

– Contribuir para a segurança das instalações costeiras e plataformas de exploração/explotação de petróleo no mar contra ações de sabotagem; e

– Salvaguardar a vida humana no mar.

Sediado em Salvador, o Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Leste é subordinado ao Comando do 2º Distrito Naval, possui dois Navios Patrulha da classe “Grajaú”, os NPa “Guaratuba” (P50) e “Gravataí” (P51), bem como uma Corveta da classe “Imperial Marinheiro”, a Corveta “Caboclo”(V19) e um Aviso de Patrulha, o AviPa “Dourado”.

Fonte: Texto fornecido pelo Comandante do Navio Patrulha “Guaratuba”.

Comentários