Nestor Piva: incêndio foi causado por aquecimento em ar-condicionado

0
O relatório feito pelos peritos da corporação foi divulgado nesta quarta-feira, 28 (Foto: CBM/SE)

O Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) concluiu a perícia do incêndio no Hospital Municipal Zona Norte Doutor Nestor Piva, em Aracaju, que aconteceu no dia 28 de maio deste ano. O relatório feito pelos peritos da corporação foi divulgado nesta quarta-feira, 28, e indicou que o incêndio teve como causa “fenômeno termoelétrico”(aquecimento) do aparelho de ar-condicionado, instalado na sala de prescrição médica.

Os trabalhos de perícia foram iniciados ainda no dia do incêndio, visando registrar com fidelidade o máximo de dados possíveis no local, e concluídos nesta terça-feira, 27, com o relatório. “Segundo relatos dos funcionários do hospital, o incêndio foi identificado por volta das 6h40, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado. Quatro locais foram afetados: sala de prescrição médica, posto de enfermagem, expurgo e enfermaria”, diz o Corṕo de Bombeiros.

O incêndio foi identificado por volta das 6h40, do dia 28 de maio deste ano, quando o Corpo de Bombeiros foi acionado (Foto: CBM/SE)

Para a identificação da área de origem do incêndio, na sala de prescrição médica, foram realizados diversos procedimentos pelos peritos, como análise da propagação das chamas, dos materiais e áreas atingidas, inspeção das instalações elétricas, registros fotográficos e coleta de informações com pessoas.

Segundo o documento, vestígios apontaram que o foco inicial foi o ar-condicionado: intensa destruição do aparelho, intensa dilatação do reboco das paredes próximas, alto grau de destruição dos materiais combustíveis próximos, diminuindo a intensidade nos pontos mais distantes.

“O relatório concluiu que ficou explícita a causa do incêndio a partir da definição do foco inicial, da zona de origem, da dinâmica do surgimento, desenvolvimento e extinção do incêndio, das marcas e vestígios identificados e da exclusão de todas as outras hipóteses causadoras do incêndio”, finaliza o Corpo de Bombeiros.

SMS

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) disse que já recebeu o resultado da perícia do Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) e que a análise comprova fatalidade do sinistro. A SMS disse também que promoverá estudo acerca da possibilidade de haver responsabilização, via judicial, do fornecedor do aparelho, haja vista ser um equipamento novo, recém-instalado por empresa autorizada.

A SMS destacou que após o incêndio ocorrido em maio, a gestão municipal, por meio da Empresa Municipal de Obras e Urbanização, realizou a recuperação da área afetada com serviços como instalações elétricas, instalação de novo sistema de climatização, ampliação da subestação elétrica, rede de gases medicinais entre outros.

Ainda segundo a SMS, durante todo o tempo em que esteve administrando o Nestor Piva, a unidade mantinha projeto de combate a incêndio e, em diversas ocasiões, a secretaria realizou adequações solicitadas pelo Corpo de Bombeiros, como recarga de extintores e sinalização atualizadas com todas as normas de segurança vigentes.

Empresa responsável pela gestão da UPA

O Portal Infonet entrou em contato também com a empresa terceirizada responsável pela gestão da UPA Nestor Piva, mas não conseguiu contato com alguém responsável para falar sobre o assunto. Encaminhamos ainda um e-mail para a empresa sobre o resultado do laudo do Corpo de Bombeiros e até o momento aguardamos resposta. Não conseguimos também contato com a direção da unidade hospitalar. O Portal permanece à disposição através do e-mail: jornalismo@infonet.com.br.

Por João Paulo Schneider com informações do Corpo de Bombeiros

 

A matéria foi alterada às 17h13 para acréscimo de nota enviada pela SMS. 
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais