OAB combate compra de votos nestas eleições

0

Palestra aconteceu no 28º BC (Fotos: Portal Infonet)
Participar ativamente na conscientização da sociedade contra a compra de votos no período eleitoral. Com este objetivo, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vem desencadeando um intensivo trabalho de estímulo à denúncia de crimes eleitorais em todo o Brasil. Em Sergipe, os primeiros procedimentos já estão sendo realizados.

Em palestra na tarde desta quarta-feira, 31, no 28º Batalhão de Caçadores (BC) em Aracaju, o presidente da Comissão de Combate a Corrupção e a Impunidade do Conselho Federal da OAB, Paulo Henrique Brêda, apontou a importância da segurança no período eleitoral. “Não podemos permitir que o processo democrático

Paulo Henrique Brêda, da OAB Federal.
continue sendo ameaçado. A pressão política e a compra de votos são realidades que acontecem em todos os Estados da Federação. Precisamos reverter esta situação”, explica.

Com a presença de 30 militares de Salvador, Feira de Santana e Sergipe, o evento serviu também como medida de preparação da frota para atuarem nas eleições 2010. De acordo com o comandante do 28º BC, Jefferson Hernadez, esse procedimento já faz parte da agenda do Batalhão.

“Todo este contato que os militares estão tendo, contribui para nivelar conhecimentos e padronizar os procedimentos das tropas. Assim também poderemos garantir a segurança e a apuração nas eleições”,

Carlos Nascimento, presidente da OAB/SE
salienta o comandante.

O presidente da OAB afirma que no Nordeste ainda há muitos casos de troca de votos por dinheiro. “O intermediador chega a pagar R$100 para comprar o voto de um cidadão. Sem contar na elaboração de cadastros dos eleitores para facilitar esses procedimentos, configurando-se como crime eleitoral. As pessoas têm que assimilar a idéia que o voto deve ser consciente”, aponta.

Sergipe

Jefferson Hernadez, comandante do 28º BC
De acordo com o Presidente da OAB em Sergipe, Carlos Augusto Nascimento, já está sendo realizada uma forte campanha no Estado para intensificar a segurança a legitimidade do processo eleitoral. “Em um primeiro momento disponibilizaremos um canal de comunicação da OAB para toda a comunidade, a partir de um número 0800. Desta forma, as pessoas poderão denunciar qualquer tipo de irregularidade na democracia eleitoral”, relata.

Ele conta que o denunciante deve revelar sua identidade, que será totalmente resguardada. “Posteriormente encaminharemos a denúncia o Ministério Público [MP], à Secretaria de Segurança Pública [SSP], ou qualquer outra entidades que tomaram as medidas

O evento contou com 30 militares
cabíveis”, esclarece o presidente. Além deste meio de comunicação, também serão visitadas comunidades carentes, universidades e outras instituições para intensificar a conscientização eleitoral da sociedade.

“Nesta eleição temos o objetivo de nos aproximarmos efetivamente da população. Todo este trabalho se configura como um processo educativo gradual para que a população esteja preparada e alerta para o seu papel como eleitor, além de mostrar que o quanto a compra de voto é prejudicial”, aponta.

Por Victor Hugo e Kátia Susanna

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais