Pensionistas que não se recadastraram terão benefício bloqueado

0

Sede do Ipesprevidência na avenida Barão de Maruim, em frente à Praça da Bandeira
Mais de 400 pensionistas e aposentados do Estado terão seus benefícios bloqueados a partir desta terça, 26. O número corresponde às pessoas que não se recadastraram no Ipesprevidência no mês de janeiro, dentro do Censo Previdenciário. Para conseguir a liberação das quantias, o beneficiado deve se dirigir à Secretaria de Administração (Sead), se for pensionista, ou ao Ipesprevidência, se for aposentado.

O Censo Previdenciário está sendo realizado até o fim do ano, e todo beneficiário do estado deve fazer a atualização dos seus dados no mês do seu nascimento. Somente em janeiro o Ipesprevidência esperava receber 1.700 pensionistas para o Censo. No entanto, 439 pessoas precisam ainda regularizar sua situação, por isso terão benefício bloqueado.

O valor será liberado um dia após o pensionista se apresentar ao Ipesprevidência e realizar o cadastramento. O censo é uma cobrança da legislação federal para a atualização do cadastro dos segurados em um intervalo máximo de cinco anos. Em Sergipe o Censo será realizado com um intervalo de três anos.

Amito Brito, presidente do Ipesprevidência
“A atualização da base de dados permite a nossa avaliação de gastos, ou seja, a avaliação atuarial do regime próprio. Além disso melhora a nossa comunicação com pensionistas e reduz o tempo gasto para a concessão”, explica o diretor-presidente do Ipesprevidência, Amito Brito.

Pensionistas

Como conseqüência do censo, o órgão descobriu no mês de janeiro dois pensionistas que já haviam falecido mas estavam no cadastro, um deles ainda recebia o benefício. “Não é o objetivo, mas nós acabamos encontrando essas irregularidades”, comenta Brito.

Para esta terça, 26, a agência do Ipesprevidência montou um esquema para receber os pensionistas que precisam se recadastrar. De acordo com ele, vários funcionários estarão nos balcões de

Maria Cardoso foi buscar informações sobre a pensão da mãe
atendimento para agilizar o processo e não causar muitas filas. 

A dona de casa Maria Cardoso foi à agência do Ipesprevidência para ver a situação de sua mãe, que faz aniversário em novembro. “Vim me informar melhor, mas já sei que minha mãe só vai fazer o cadastramento no fim do ano”, disse Maria.

Comentários