PF estima desvio de R$ 157 milhões no Hospital Santa Isabel

0
Operação foi deflagrada nesta quarta-feira, 05 (Foto: PF/SE)

A Polícia Federal estima o desvio de recursos do Hospital Santa Isabel no valor de R$ 157 milhões de reais. Durante a operação foram apreendidos R$ 420 mil reais em posse de investigados. Os nomes dos acusados não foram divulgados porque a investigação continua. Além da direção do hospital, outras pessoas estão sendo investigadas.

A Operação Retificadora foi deflagrada na manhã desta quarta-feira, 5, com o objetivo de obter provas para investigação que apura as práticas dos crimes de lavagem de capitais e de desvios de recursos públicos destinados à Associação Aracajuana de Beneficência (Hospital Santa Isabel).

Segundo apuração da Polícia Federal, em coletiva de imprensa, cheques foram emitidos para pagamento de fornecedores pela compra de medicamentos, material de limpeza e oxigênio da unidade de saúde. De acordo com o delegado da Polícia Federal (PF), Antônio José Silva Carvalho, esses recursos foram creditados em contas de pessoas que estão sendo investigadas. “Cheques foram emitidos afim de liquidar despesas como oxigênio, medicamento, material de limpeza, e outros e a contabilidade do hospital indicava que esses cheques eram direcionados para esses pagamentos. Acontece que a quebra de sigilo bancário evidenciou que esses cheques não foram destinados a esses pagamentos. Esses cheques foram descontados na boca do caixa por dois funcionários do hospital e em seguida, esse dinheiro foi re-creditado na conta de pessoas que estamos investigando”, diz o delegado.

As investigações tiveram início a partir de constatação, por parte da Receita Federal, de
inconsistências na evolução patrimonial declarada de um dos diretores do Hospital Santa Isabel
e seus familiares. Segundo o delegado da Receita Federal, Marlton Caldas, os valores retificados não foram comprovados.  “A Receita identificou que as declarações começaram a ser retificadas e chamou atenção o volume em espécie que esses contribuintes começaram a declarar, mas sem a comprovação da origem desses recursos. O montante da espécie declarada é muito maior. A gente espera que a investigação seja concluída e se comprovada as suspeitas dos desvios que todos sejam punidos”, avalia Marlton.

Após a conclusão da investigação, o delegado Antônio José Carvalho irá avaliar a possibilidade ou não, de pedir o afastamento dos acusados.

Hospital

O Portal Infonet entrou em contato com a assessoria do Hospital Santa Isabel que informou que ainda não tem um posicionamento da direção do hospital. O Portal permanece á disposição através do telefone (79) 9 9916-0211 ou pelo e-mail: jornalismo@infonet.com.br.

por Aisla Vasconcelos

Comentários