Polícia acredita que morte não foi por roleta russa

0
Falta descobrir de quem era a arma que vitimou o jovem  (Foto: Arquivo Infonet)

O Delegado da 3ª Divisão do Departamento de Homicídio e de Proteção à Pessoa (DHPP), Antônio Sérgio, diz que o tiro que vitimou o jovem André Luiz dos Santos, de 18 anos, foi acidental.

O jovem recebeu um tiro na cabeça no dia 25 de dezembro e foi encontrado morto na frente de uma residência no bairro Coroa do Meio.

A princípio, foi cogitada a hipótese de que o jovem estaria participando da brincadeira conhecida como “roleta russa”, mas o delegado descartou essa possibilidade, já que segundo uma das testemunhas, a arma estava na cintura da vítima.

Para o delegado, agora resta descobrir de quem era a arma que matou o jovem. “O pai nega que a arma seja dele e também não sabe dizer se a arma era do filho”, diz.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais