Polícia Civil faz balanço dos festejos juninos

0

Superintendente João Batista destaca falta de homicídios 
Na manhã desta quinta-feira, 2, a Polícia Civil de Sergipe (PC/SE) realizou coletiva de imprensa para divulgar o balanço das atividades desenvolvidas pelo órgão durante os festejos juninos no Estado. Os números registram furtos, roubos e perdas de documentos, mas apontam a inexistência de homicídios e outros fatos mais relevantes.

De acordo com o resumo divulgado pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), o efetivo da PC atuante a cada noite do Forró Caju foi de dois delegados e nove servidores, entre agentes e escrivães, além de uma equipe do Grupo Especial de Rondas e Blitz da PC (Gerb), com 12 componentes. Já o Forró Siri, em Nossa Senhora do Socorro, contou com um delegado, cinco servidores e uma equipe do Gerb com 12 integrantes a cada noite de festa.

No interior o efetivo empregado foi de 259 policiais civis, distribuídos em 13 municípios, dentre eles Itaporanga D’ajuda, Areia Branca, Capela e Estância. Segundo os dados divulgados, houve duas prisões por embriaguez ao volante e três armas apreendidas nos eventos.

Para a coordenadora, Polícia Civil orgulha população sergipana
Para o superintendente da PC/SE, João Batista, o balanço que se faz é positivo, já que, segundo ele, não foram registradas ocorrências de maior relevância. “Não tivemos homicídios, nem na capital e nem no interior. Sem dúvida os festejos juninos deste ano foram bem pacíficos”, afirmou João Batista.

A coordenadora das delegacias da capital, Katarina Feitoza, destacou a parceria entre a PC e a Polícia Militar (PM) para o sucesso das atividades. “Parabenizo aos policiais civis e militares por transformarem o São João de Sergipe no mais seguro de todo país. A população sergipana pode se orgulhar de polícia que tem”, declarou a coordenadora.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais