Polícia cumpre mandados de prisão contra crimes de violência a idosos

0
A Polícia Civil de Sergipe já apurou mais de 220 denúncias registradas entre janeiro a setembro de 2020, em 37 municípios sergipanos (Foto: SSP)

Foi deflagrada na manhã desta sexta-feira, 4, a Operação Vetus. A ação policial foi desencadeada pela Superintendência da Polícia Civil (Supci) e realizada pelo Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), de Aracaju, Estância, Itabaiana, Lagarto e Nossa Senhora do Socorro, e pela Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci). A ação faz parte de uma operação inédita, coordenada pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), com o objetivo de combater crimes de violência contra o idoso nos 26 estados e no Distrito Federal.

Nesta sexta-feira, 4, estão sendo cumpridos mandados de prisão, na cidade de Aracaju, que concentra o maior número de denúncias dessa natureza. A operação integrada, que teve início no dia 1º de outubro (Dia Internacional do Idoso), foi planejada tendo em vista o aumento de denúncias de abuso registradas durante o período da pandemia, pelo Disque 100, do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, e do Disque-Denúncia (181), da Polícia Civil.

Desde então, a Polícia Civil de Sergipe já apurou mais de 220 denúncias registradas entre janeiro a setembro de 2020, em 37 municípios sergipanos. Foram realizadas 216 diligências e visitas, 203 vítimas foram atendidas, 64 procedimentos investigatórios instaurados, 16 medidas protetivas solicitadas e cumpridas, e ocorreu a prisão de um agressor no estado.

A Polícia Civil dará continuidade às investigações de todas as denúncias encaminhadas, já que em alguns municípios houve dificuldades na finalização dessas investigações por conta das eleições municipais e da pandemia da Covid-19, que afastou policiais de suas atividades.

Fonte: SSP

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais