Presidente do Ipes esclarece situação do Instituto

0

O presidente do Ipes, José Lima, disse hoje que foi realizada uma audiência pública no Ministério Público, na qual ficou consignado que o Ipes se esforçaria para tentar sanar suas dívidas de fevereiro e março até 15 de julho. Lima também explicou algumas das sugestões feitas pela empresa paulista Trevisan. “A auditoria Trevisan fez um levantamento minucioso a pedido de João Alves Filho e apontou algumas situações que merecem a atenção da diretoria do Instituto. Uma delas é redirecionar o atendimento de urgência porque nós não possuímos todas as cinco especialidades médicas necessárias”, diz ele. Em relação aos postos do interior, segundo Lima, foi levantada a possibilidade de transferência para o hospital das cidades, e não de fechamento. Mas isto só ocorrerá se os hospitais apresentarem condições necessárias para isso e caso não haja queda na qualidade do Ipes. “Não vamos tomar nenhuma medida que vá prejudicar o servidor”, informou. Representante de funcionários do Ipes faz denúncias

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais