Preso passa mal em delegacia e detentos fazem tumulto

0
Sargento Edgar: equipe da PM para dar reforço em Delegacia de Polícia (Foto: Arquivo Portal Infonet)

Um detento passou mal na 1ª Delegacia Metropolitana e quase ocorreu uma rebelião no final da manhã do último sábado, 6, segundo informações do sargento Edgar Menezes, presidente da Associação dos Militares do Estado de Sergipe (Amese). “Eu estava de plantão e mandei três equipes da Polícia Militar para a Delegacia porque só havia um policial civil de plantão”, diz o sargento.

O tumulto teria começado, segundo o sargento, em função da morosidade no atendimento médico. “O Samu [Serviço de Atendimento Móvel de Urgência] passou uma hora para chegar”, denuncia. O policial civil de plantão teria solicitado apoio da 3ª Companhia do 1º Batalhão da Polícia Militar assim que o detento começou a se sentir mal.

Os detentos começaram a perceber a demora no atendimento e começaram o tumulto, segundo o sargento Edgar Menezes, com batidas de grade. O sargento diz que os policiais militares da 3ª Companhia foram acionados para dar reforço e, não havendo equipe para prestar o atendimento médico, dois presos foram liberados da cela para fazer massagem cardíaca no detento que passava mal.

A situação só foi contornada, segundo o sargento, devido ao esforço da PM e depois que o Samu chegou, transferindo o detento para o Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). “Se o detento tivesse no sistema prisional, nada disso acontecia porque no próprio presídio há equipe médica para prestar o atendimento”, comenta o sargento.

A Coordenadoria de Polícia Civil da Capital não teve conhecimento da ocorrência, segundo informou a delegada Viviane Pessoa, coordenadora daquele núcleo da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP).

O Portal Infonet entrou em contato com a assessoria de imprensa da SSP, solicitando informações sobre a ocorrência, mas até o momento não obteve resposta.

O Portal Infonet também entrou em contato com a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde e da Fundação Hospitalar de Saúde (FHS), que ainda não se manifestaram. Em nota, a assessoria informou que o Samu vai apurar as denúncias do sargento.

O Portal Infonet permanece à disposição das instituições para as devidas explicações. As informações devem ser encaminhadas por e-mail jornalismo@infonet.com.br.

*A matéria foi alterada às 6h19 desta terça-feira, 9, para incluir a manifestação do Samu.

Por Cássia Santana

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais