Preso traficante suspeito de participar da chacina

0

(Foto: Ascom SSP/SE)

O Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) da Polícia Civil prendeu em flagrante no último dia 14 de março, por volta das 18 horas, nas proximidades da rua do Turista (antiga 24 horas), no centro de Aracaju, um homem identificado como Davi Alves Reis, 31 anos, acusado pelo prática de tráfico de entorpecentes e porte ilegal de arma de fogo. Ele também é suspeito de ser um dos autores da chacina da Coroa do Meio ocorrida no dia 22 de janeiro deste ano.

Com o suspeito os policiais apreenderam uma pistola calibre 380 com numeração raspada. De acordo com a diretora do DHPP, delegada Thereza Simony, os policiais conduziram Davi até residência dele, um apartamento alugado da rua Propriá, onde foi encontrado após uma vistoria mais de 1 quilo de cocaína, 250 gramas de crack, uma balança de precisão, relógios, correntes de prata e anéis, R$ 2.480 em dinheiro, além de um revólver calibre 38 com munições para a pistola e para o revólver.

A delegada ressalta que Davi já estava sendo investigado e acompanhado de perto pelos agentes do DHPP em virtude de suposta participação dele no duplo homicídio ocorrido na rua Maria Pureza, no bairro Coroa do Meio, zona sul de Aracaju. De acordo com a delegada Thereza Simony, Davi agiu em companhia de um menor de idade, que também foi apreendido acusado de participar da chacina”, disse.

"Embora ele negue, segundo algumas testemunhas, um menor chegou de motocicleta, acompanhado pelo investigado, e ambos passaram a efetuaram vários disparos de arma de fogo, levando a óbito Robson Silva do Nascimento, conhecido como 'Robinho', 25 anos, e Iuri Santos Rocha, 18”, destacou a delegada.

As investigações apontaram que as vítimas foram mortas em virtude de disputa por pontos de drogas nos bairros Atalaia, Coroa do Meio e Centro e por algumas dívidas oriundas do tráfico. Além da Davi e do adolescente, também foi detido pela polícia na última terça-feira, 19 de março, Diego Oliveira Santos, 23, o 'Zé Dias'. Ele foi preso na Vila do Cemitério, no bairro Atalaia.

"Diligências ainda estão sendo feitas a fim de encerrarmos o inquérito para encaminharmos ao Judiciário com materialidade e autoria definidas. Já temos a identificação de um foragido e  estamos em diligência para prendê-lo”, explicou Simony. Informações sobre o caso e outras denúncias podem ser repassadas anonimamente para o 181, o Disque-Denúncia da Polícia Civil.

Fonte: Ascom SSP/SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais