Processo sobre envenenamento corre em segredo de justiça

0

A informação é que a professora aguardará o julgamento em liberdade(Fotos:Arquivo Portal Infonet)
A soltura da professora acusada de enviar bombons envenenados para a tia de uma criança de seis anos, que acabou comendo os doces, no município de Itabaiana, deixou familiares do menino revoltados. Moradores do município afirmam que viram Genailde Cardoso Santos de Oliveira, de 33 anos, na cidade, mas os familiares do garoto explicam que não sabem do paradeiro da professora e ficaram bastante surpresos com a liberdade da mulher que teria provocado a morte da criança.

A equipe do Portal Infonet entrou em contato com o Tribunal de Justiça de Sergipe (TJSE), mas o processo corre em segredo de Justiça. A informação é que a professora irá aguardar julgamento em liberdade.

Prisão

O menino ficou 19 dias em coma e faleceu
A professora Genailde Cardoso foi presa no dia 19 de abril desse ano, pelo delegado Paulo Cristiano Alves Ricarte. O delegado apurou que a professora enviou os chocolates envenenados para a tia do menino. A informação é que Jéssica de Lima chegou a provar parte do bombom, mas seu sobrinho comeu o chocolate e faleceu após sofrer uma parada cardiorespiratória.

O menino ficou internado em estado de coma durante 19 dias no CTI Pediátrico do Hospital de Urgência e Emergência de Sergipe (Huse).

Por Kátia Susanna

 

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais