Professores da UFS mantêm greve por tempo indeterminado

0

Ontem, dia 14, às 10 horas, os professores da Universidade federal de Sergipe reuniram-se em Assembléia Geral para decidir se continuavam ou não a greve. A reunião, que começou com um minuto de silêncio devido aos falecimentos dos professores Oswaldo de Paula, contou com a participação de 67 docentes.

Segundo informações da Associação dos Docentes da UFS, mais uma vez os professores optaram pela continuidade da greve por tempo indeterminado. Além disso, eles aprovaram uma pauta que sugere que os docentes trabalhem junto aos parlamentares e às comissões projeto que possa substituir o Projeto de Lei.

Durante a Assembléia ficou decidido ainda que os docentes continuarão solicitando o adiamento do vestibular. Como encaminhamentos foram tirados ainda a sugestão ao Comando Nacional de Greve/Andes-SN de que seja realizada uma marcha a Brasília e de que um membro do comando local de greve faça greve de fome até que o Projeto de Lei dos professores seja aceito.

Os professores marcaram uma próxima Assembléia Geral para o dia 20 deste mês, às 14h30, no auditório da Reitoria. Para esta reunião espera-se a presença do reitor da Universidade Federal de Sergipe, Josué dos Passos Subrinho.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais